Terno e sensato

Ternamente se aproxima do fim
teimando em viver o que resta.
Ainda supre inúteis esperanças
de alegrias no amor inexistente.
Sutilmente desfalece em sorrir,
desfarçar a desgraça em paixão.
Passeia por ruas distantes de casa
sem pressa e coragem pra voltar.
Até onde vai o sentimento perdido
segue as sombras cantarolando
assobiando canções que nunca aprendeu.
De repente se apega ao futuro,
de repente se aconchega na dor.
Inesperadamente desiste do sonho
Sensatamente se nega a amar.

Anúncios
Published in: on 21 maio 2012 at 16:31  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://cirial.wordpress.com/2012/05/21/terno-e-sensato/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: