Há saída desse breu?
Diga-me!
Diga-me se não!
Há caos sem luz?

Clame-se por toda parte
desça fúria sem cessar
Percorre dias o intento
até o drama do silencio.

Vinho de ervas danihas
Trabalhado em valas de barro
Sangra a vida da memória
enturva a chance de falar

Estás a beira da agonia
Sorrindo a se calar.

Anúncios
Published in: on 11 agosto 2010 at 21:00  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://cirial.wordpress.com/2010/08/11/91/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. Gostei… já faz tempo que eu não escrevo algo legal. Mas você não perde o jeito cara!!! Muito bom!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: