À sombra…

Cresce num canto da sala
esquecida à falsa sombra
rosa escrava de temores
dos sonhos de amanhã.

Negra de cores intensas
pétalas e galhos imensos
Rumores de cores azuis
vivos como toda fraqueza.

Nutre-se de prantos..
diurnos,calados a lua
como um breviário
de sádicos inquisidores

Retêm os males antigos.
Simulando a salvação

Anúncios
Published in: on 21 fevereiro 2010 at 0:15  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://cirial.wordpress.com/2010/02/21/a-sombra/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: